Anfepramona: Tratamento Contra a Obesidade

Anfepramona: Tratamento Contra a Obesidade

Conheça a Anfepramona, um remédio que inibe o apetite e ajuda no tratamento contra a obesidade, sem prejudicar a saúde. Ficou curioso sobre este remédio? Leia este post e veja todas as informações sobre.

Sabemos que cuidar de nosso peso é um passo essencial para garantirmos nossa saúde. A obesidade é uma doença que afeta bilhões de pessoas espalhadas pelo mundo.

Essa é uma doença que pode ocasionar sérios riscos a nossa vida, podendo levar até mesmo a morte.

É pensando na taxa de morbilidade dessa doença, que muitas pessoas buscam ajuda profissional para perder peso.


Existe uma vasta gama de medicamentos que podem ser prescritos pelos médicos que tem uma grande ação no emagrecimento. Entre eles encontramos a anfepramona.

Esse fármaco é um inibidor de apetite, ele age diretamente na parte de nosso cérebro que controla a fome, nos dando a sensação de saciedade, o que faz com que diminuímos a quantidade de alimento ingerido.

Se você quer saber mais sobre esse médico, acompanhe abaixo mais informações sobre ela e seus usos.

O que é Anfepramona?

A anfepramona é um medicamento utilizado no tratamento de curto prazo (algumas semanas) em pacientes com IMC inicial maior que 30kg/m².

Este medicamento diminui nosso apetite, fazendo com que comamos menores quantidades, gerando assim uma perda de peso significativa.


Ela costuma ser indicada para pessoas que não respondem bem a perda de peso de forma natural, como exercícios físicos e reeducação alimentar. Porém, a tal deve ser combinada com esses métodos.

A anfepramona é um fármaco de tarja preta, pertencente ao grupo "B2". Ou seja, o paciente precisa apresentar uma prescrição médica de cor azul, para realizar a compra.

Ela pode ser encontrada na forma de comprimidos com dosagens que variam entre 25 e 75mg/dia.

Como funciona?

Este medicamento é um agente anoréxico. Sua atuação é sobre o sistema nervoso central, mais especificamente, no hipotálamo lateral, o centro da fome e da saciedade no cérebro.

Ele eleva nossa pressão arterial, o que pode promover uma maior tolerância à redução alimentar.

Além disso, tem ação sobre a noradrenalina, um neurotransmissor que tem grande influência na sensação de saciedade.

Ele inibe a recaptação desse neurotransmissor, fazendo com que ele consiga permanecer por mais tempo no organismo, sem ser reabsorvido, prolongando seus efeitos.

Ou seja, grande parte de suas funções são voltadas para inibição do apetite.

Benefícios

Entre outros de seus benefícios podemos citar:

  • Redução do cansaço;
  • Aceleração do metabolismo;
  • Inibição da compulsão alimentar;
  • Redução da ansiedade.

Efeitos colaterais e contraindicações

Gestantes, lactantes, crianças e adolescentes, jamais devem tomar esse medicamento. É contraindicado também para pessoas que se encontrem, nas seguintes situações:

  • Uremia e psicose;
  • Arteriosclerose;
  • Histórico de abuso de drogas;
  • Pessoas com alcoolismo crônico;
  • Pessoas com distúrbios cardíacos;
  • Pessoas que possuam doenças de variações hormonais;
  • Para usuários que apresentem quadros de hipertensão, arritmias e acidente vascular.

Entre os efeitos colaterais desse medicamento podemos listar:

  1. Cardiovasculares: elevação da pressão sanguínea, taquicardia, dor precordial, arritmia e palpitações;
  2. Sistema Nervoso Central: nervosismo, irritabilidade, excitação, tontura, insônia, angústia, euforia, depressão, tremor, cefaléia;
  3. Digestivas: boca seca, paladar desagradável, náusea, vômito, desconforto abdominal, diarréia, constipação e outros distúrbios gastrintestinais;
  4. De ordem geral: queda de cabelo, falta de ar, dor muscular, disúria (dor ao urinar) e poliúria (urinar em excesso).

Como usar

A dosagem deste produto pode variar de 25 a 75 mg/dia. Recomenda-se que se tome uma cápsula, de manhã, preferencialmente às 10 horas.

Mas lembre-se, as dosagens e as recomendações podem variar de paciente para paciente, por isso, sempre siga as instruções do seu médico, dessa forma você garante sua segurança.

FAQ

  • A venda é liberada no Brasil?

Sim. Esse medicamento foi retirado do mercado em 2011 pela Anvisa, mas logo voltou a ativa por uma liberação do Senado do Brasil.

  • Precisa fazer exercícios físicos?

Sim. Os exercícios físicos, assim como uma dieta balanceada são essenciais para a perda de peso.

Durante a atividade física nosso corpo consegue gastar um maior número de calorias em menos tempo. Isso também evita o ganho de peso no final do tratamento.

  • A anfepramona corta o efeito do anticoncepcional?

Não. Ele não corta o efeito dos anticoncepcionais, assim como não aumenta as chances de gravidez.

Conclusão

Este medicamento é indicado para o tratamento de pessoas obesas. Ele age inibindo nosso apetite, fazendo com que haja uma redução na quantidade de alimento que consumimos ao longo do dia.

Ele também acelera nosso metabolismo. Quando associados a uma boa alimentação e a exercícios físicos, pode apresentar perda significativa de peso.

Por ser um medicamento tarja preta, é necessário acompanhamento e prescrição médica.

Posts Relacionados